Facebook aposenta 17 opções pouco usadas no impulsionamento de publicações

O Facebook divulgou que, a partir de 15 de setembro de 2017, anunciantes não poderão mais utilizar uma série de impulsionamentos de publicações. Na lista, que pode ser vista mais adiante no post, estão formatos raramente utilizados e que não estão de acordo com objetivos do anunciante. De acordo com a notícia, publicada no blog de negócios da rede social, a ideia é focar no desenvolvimento e na melhoria de formatos de anúncio que funcionam melhor. No Facebook, empresas sempre puderam impulsionar qualquer tipo de publicação, incluindo notas, acontecimentos, aniversários compartilhados com amigos e até atualizações de status de relacionamento. Contudo, esses formatos eram raramente utilizados. E, quando eram, não traziam os mesmos resultados que formatos de anúncio mais populares. Os 17 tipos de publicação que constam na lista não poderão mais ser impulsionados a partir do dia 15, mas campanhas já existentes vão rodar até o dia 29 do mesmo mês. Depois, serão pausadas. 17 tipos de publicações que não podem mais ser impulsionadas no Facebook Compartilhamentos de produtos de lojas; Compartilhamento de uma história sobre publicações de promoção; Check-ins em mapas, restaurantes ou cidades; Compartilhamentos de notas; Compartilhamentos de enquetes; Compartilhamentos de recomendações de lugares; Compartilhamentos de momentos culturais; Compartilhamentos Leia +
Read more...

Produtividade em vendas: 6 dicas simples para você e sua empresa melhorarem a performance

Você sabia que é possível vender mais de 30% do que sua equipe vende atualmente, sem aumentar consideravelmente seus investimentos? Não é exagero! Se você souber administrar seus recursos é possível melhorar a produtividade em vendas e alcançar resultados melhores para sua empresa. Quer saber como? Então confira neste artigo: O que é produtividade em vendas Quais são os 4 pilares que interferem na produtividade em vendas? 6 dicas para melhorar sua produtividade em vendas O que é produtividade em vendas Antes de começar, preciso fazer uma pergunta: você acredita que, se sua empresa dobrar as vendas, significará que a sua produtividade em vendas aumentou? Se sua resposta é sim, então precisamos entender melhor quais são os princípios da produtividade em vendas. Mas se a sua resposta foi “depende”, é sinal de que você está no caminho certo. Sabe por quê? Infelizmente, muitas pessoas associam produtividade unicamente ao alcance dos resultados finais, sem se importar no que foi feito (ou os recursos utilizados) para alcançá-los. Por exemplo, se para aumentar suas vendas nessa proporção, você precisou pagar hora extra para sua equipe, aumentar seus investimentos em marketing, o número de seus vendedores, ou qualquer outro investimento de valor expressivo, então apenas as suas Leia +
Read more...

Referral Marketing: o canal de vendas que você pode (mas não deveria) estar esquecendo

Se você já ouviu ou falou a frase acima, saiba que você está deixando muito dinheiro na mesa. Você precisa agora mesmo de uma estratégia de referral marketing – ou marketing de indicação na sua empresa! Por incrível que pareça, o marketing de indicação é esquecido pela maioria das empresas brasileiras. Você ainda não descobriu todo o potencial de vendas a partir dos seus próprios clientes? Saiba que você está diante de um canal de vendas muito lucrativo para ser deixado ao acaso. Nesse post, vou contar como fizemos R$ 20 milhões em receita recorrente no SBTUR Viagens nos últimos 3 anos. São dados do nosso programa de indicação que, com a ajuda do Inbound Marketing, nos trouxe excelentes resultados! Mas por que investir em marketing de indicação? Segundo um estudo da Referral Candy, em média 83% dos consumidores estariam dispostos a indicar alguém que conhecem para uma empresa que confiam, porém apenas 20% o fazem. Isso acontece pois muitos VPs de marketing esquecem dessa estratégia e deixam de incentivar seus potenciais “clientes vendedores”. Startups como Dropbox, Uber, AirBnb, PayPal, Netflix, Amazon Prime e Evernote utilizaram por muito tempo o referral marketing como seu principal canal de aquisição. Mas não se assuste! O referral marketing Leia +
Read more...

Fanpage no Facebook: o que é e por que sua empresa deve ter uma

No início da década, o Facebook disponibilizou uma nova funcionalidade na rede: as fanpages. Hoje é algo bastante comum e praticamente todo mundo que tem uma conta no Facebook consegue diferenciar uma fanpage de um perfil. No entanto, o que vemos ainda são muitas empresas fazendo marketing no Facebook de forma indevida, utilizando perfis pessoais em vez de páginas. Neste post vamos explicar o que é uma fanpage, como criar uma e por que você deve ter uma fanpage para sua empresa em vez de um perfil. O que é uma fanpage Uma fanpage (ou página do Facebook) é uma página criada especialmente para ser um canal de comunicação com fãs dentro da rede social (fan page = página para fãs, em tradução literal). Diferente de perfis, as fanpages são espaços que reúnem pessoas interessadas sobre um assunto, empresa, causa ou personalidade em comum sem a necessidade a aprovação de amizade. É o fã que escolhe se vai ou não seguir as atualizações de determinada página. As fanpages são canais de comunicação muito valiosos para empresas. Imagine que no passado você precisava investir em algum canal de televisão, um jornal ou uma estação de rádio para se comunicar com seus potenciais Leia +
Read more...

Display Planner: como planejar e criar campanhas automaticamente para a Rede de Display do Google

O Display Planner é uma ferramenta gratuita do Google AdWords que serve no planejamento de campanhas de anúncios da Rede de Display. Para utilizá-la, é preciso inserir algumas informações sobre o que seus consumidores gostam — palavras-chaves, tópicos ou links — e informações sobre o local, tipo da campanha e filtros a serem colocados. A ferramenta, então, constrói automaticamente planos com grupos de anúncios, construídos com estimativas de impressão e o histórico de custos de anúncios parecidos para orientar seu planejamento. Por que usar o Planejador da Rede de Display? Ele dá ideias para iniciar o processo: a ferramenta gera ideias de palavras-chaves e segmentações que você pode utilizar para encontrar o seu público-alvo; Histórico de custos e desempenho completos: são feitas previsões sobre o desempenho das campanhas com base em resultados anteriores. O histórico de custos mostram as ideias que estão dentro do seu orçamento e ajuda na definição de lances; Baixe e compartilhe: faça o download do seu plano e o compartilhe com clientes e colegas de trabalho. Como usar o Display Planner O Display Planner disponível dentro do AdWords, como penúltima opção no menu de Ferramentas. Após a seleção no Menu, o usuário é redirecionado para a página com a opção de Descubra novas ideias de segmentação. Nela, podem Leia +
Read more...

Como relacionar um ERP com a sua estratégia de marketing

Você já ouviu falar em sistema de gestão ERP? O termo inglês Enterprise Resource Planning (ou ERP) significa, em português, planejamento de recursos empresariais. Essa tradução tem como base a tarefa inicial que o software pretende atender: integrar todas as áreas da empresa, controlar todas as informações e dar mais poder de gestão e decisão para seus proprietários, diretores e gerentes. Quase sempre que falamos sobre sistema de gestão, as pessoas pensam em utilizá-lo para melhorar apenas a gestão financeira da empresa No entanto essa é apenas uma das áreas que podem ser beneficiadas pelo uso de um ERP. Compras, vendas, estoque, produção, qualidade e até o departamento de comunicação podem ser otimizados. Neste post, listamos como relacionar um ERP com a sua estratégia de marketing. Confira: 1. Melhorar o relacionamento com clientes Com o ERP, é possível organizar todas as informações referentes aos clientes para auxiliar o gestor na tomada de decisões estratégicas, principalmente em marketing. A possibilidade de filtrar os seus contatos com base nos critérios que são valiosos para o seu negócio permite criar campanhas segmentadas e com uma abordagem personalizada. Um exemplo é enviar uma newsletter sobre novos produtos para clientes que não realizam uma compra há mais de 90 dias. Outra vantagem é Leia +
Read more...

Entenda o que é CPC, CPM e CPA e aprenda a calcular cada uma das métricas

Quando você decide anunciar na internet, precisa tomar uma série de decisões para monetizar o tráfego. E, assim como os anúncios digitais podem ser analisados de um modo que era inviável no tempo das mídias tradicionais, também é possível precificá-los de maneiras diferentes. Para fazer um anúncio, é preciso escolher, dentre diversas opções disponíveis, qual forma de precificação se aplica à sua realidade. Neste post falaremos das três mais conhecidas: CPC, CPM e CPA. Entenda a diferença entre essas formas de precificação e aprenda a calcular cada uma. O que é CPM Parece nome nome de banda, mas, na verdade, CPM, ou Custo por mil impressões, é uma métrica que representa o gasto gerado a cada mil impressões do anúncio. Claro que não são impressões no sentido literal, mas sim o número de vezes que determinada publicidade foi exibida ao público na internet. Quando escolhe CPM como forma de pagamento, o anunciante concorda em pagar ao publisher do anúncio uma quantia pré-determinada para cada mil impressões. Isso significa que o publisher é compensado por cada anúncio mostrado, tendo mais previsibilidade de lucro. No entanto, para ser visualizado por mil pessoas, é preciso que o site anunciante tenha bastante tráfego, de modo que esse tipo de precificação de campanhas é mais Leia +
Read more...

WhatsApp anuncia versão para empresas: veja os primeiros detalhes sobre o lançamento

Uma boa notícia para quem usa o WhatsApp nos negócios foi anunciada. A empresa comunicou no seu blog oficial, em 5 de setembro de 2017, que uma versão do aplicativo voltada para negócios está em fase de testes com um grupo de empresas selecionadas. A versão empresarial estará disponível em dois formatos: um aplicativo chamado de WhatsApp Business, voltado a empresas pequenas; e o formato enterprise, para companhias maiores, que operam em larga escala, com uma base global de clientes, como companhias aéreas, sites de ecommerce e bancos. Tanto empresas pequenas quanto maiores poderão usar as soluções para o envio de notificações sobre horários de vôo e confirmações de entrega, dentre outras atualizações. A versão contará também com um selo de verificação (imagem ao lado) para perfis de empresas, que aparecerá ao lado do nome do contato na agenda do celular. Outras funcionalidades serão as de inserir no perfil empresarial informações como endereço, descrição e horários de atendimento, além do envio de mensagens automáticas para quando a empresa não pode responder. Muitas conexões já ocorrem todos os dias, seja alguém fazendo um pedido de uma padaria local ou olhando novos produtos de uma loja de roupas. Mas a maneira com que isso ocorre no WhatsApp ainda Leia +
Read more...

5 motivos para começar a investir em SEO hoje mesmo

Imagine que você está procurando um material sobre Marketing Digital. Caso não tenha uma boa indicação, muito provavelmente o que você fará é buscar no Google, certo? Agora pense quantas pessoas estão fazendo isso nesse exato momento a respeito do que você oferece. Tenho certeza que são milhares de usuários buscando soluções que a sua empresa oferece, e se elas não estão chegando até você está na hora e investir em SEO. Mas o que é SEO? (e por que investir) SEO é a sigla para Search Engine Optimization, ou em tradução livre, é a otimização para mecanismos de busca. Em outras palavras, é um conjunto de técnicas usadas para que quem usa buscadores na internet (Google, Bing, por exemplo) chegue até o seu site de maneira orgânica, ou seja, sem o uso de mídias pagas. Para você ter uma ideia, dos mais de 350 mil acessos que temos em média por mês no blog da Resultados Digitais, cerca de 25% são referentes a busca orgânica, ou seja, essas visitas são frutos do trabalho com a otimização de nossas páginas. Conceito dado, cito aqui 5 bons motivos para você investir em SEO. 1. Invista no que é realmente seu Já se perguntou qual é Leia +
Read more...

Como utilizar a empatia em negociações

Psicologicamente, empatia é a capacidade de sentir o que uma outra pessoa sente caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela, ou seja, procurar experimentar de forma objetiva e racional o que sente o outro a fim de tentar compreender sentimentos e emoções. Empatia é basicamente sentir com a pessoa. E é uma força poderosa, que pode decidir uma negociação. Qual a diferença entre empatia e simpatia? Empatia traz conexão enquanto simpatia deriva desconexão. As quatro principais características da empatia são: tomada de perspectiva — ou seja, a habilidade de considerar a perspectiva de outras pessoas como verdade; não julgar; reconhecer as emoções em outras pessoas; conseguir passar essa informação, comunicar-se. Além disso, empatia é uma escolha vulnerável, já que, para se conectar com o que outra sente, uma pessoa precisa se conectar com algo em si mesmo que conhece aquele sentimento. Quase nunca uma resposta empática começa com “pelo menos”. Por exemplo, se você diz “perdi um bebê” e a outra pessoa responde “pelo menos você sabe que pode engravidar”, essa pessoa não está sendo empática. Ela não está se conectando com o sentimento que existe dentro da sua frase e se colocando do seu lado. Quando se usa Leia +
Read more...